Mário de Almeida

Mário de Almeida

Mário de Almeida

Documentarista da Cultura Popular |

Mário de Almeida formou-se em Rádio e Televisão pela Universidade Anhembi Morumbi no ano de 2005. Atua há quinze anos no audiovisual, desempenhando as funções de diretor, roteirista, produtor e editor, participando de projetos de diversos segmentos. Desde 2004 pesquisa o universo atual da viola caipira.

Em 2012 iniciou a pesquisa para o documentário independente “Viola Perpétua”, ainda em produção, sobre histórias de vida de pessoas que encontram na música caipira um elo de ligação com suas próprias raízes, tendo como um dos recortes o fenômeno das orquestras de viola caipira do estado de São Paulo.

Em 2013 dirigiu e produziu o curta “REIS – Os Violeiros de Palmital”, documentário sobre a importância da viola caipira na Festa de Reis de Palmital-SP, que foi selecionado para diversos festivais e mostras no Brasil e no mundo.

Em 2017 finalizou o documentário “A mão direita do Itapuã”, curta documentário lançado na plataforma web “Tudo É Pagode” que trata da busca do músico e pesquisador Saulo Alves por desvendar aspectos da criação do ritmo do pagode sertanejo.  No mesmo ano, teve seu projeto “Viola Perpétua” contemplado pelo edital do ProAC de culturas tradicionais e populares.

Atualmente, com seu estúdio Maravilha Filmes, além de “Viola Perpétua”, realiza outros projetos de documentário sobre cultura caipira.Em 2004 Alfredo Bello criou o selo Mundo Melhor por onde lança os discos do DJ Tudo e uma pequena parte de sua extensa pesquisa de cultura popular através de Cds e Dvds.

proacsp
prefeitura-bauru
cidade-movimento-bauru
top-fm
eme-d
secretaria-cultura-governo-sp